Sonhámos um país
Camilo de Sousa, Isabel Noronha
Características Técnicas:

PORTUGAL, MOÇAMBIQUE | 2019 | 70’ | COR | 16/9 | 1.85:1 ANAMÓRFICO | PORTUGUÊS

©℗ Midas Filmes, 2021 | Registo nº 686/2021 | M/12

No início dos anos 70, Camilo de Sousa saiu de Lourenço Marques, Moçambique, deu a volta pela Europa e juntou-se aos guerrilheiros da Frelimo. Primeiro na base de treino de Nachingwea e depois na luta de libertação nacional. Tinha na altura vinte anos. 
Hoje, a viver em Portugal, regressa a Moçambique para reencontrar dois camaradas de armas, que conheceu na guerrilha e com quem depois partilhou a direcção do partido em Cabo Delgado, até descer de novo à agora Maputo e integrar o novel Instituto de Cinema, tornando-se realizador. Com Aleixo Caindi e Julião Papalo ele rememora tempos antigos, quando a alegria da libertação deu lugar aos tempos negros em que a procura do ‘homem novo’ veio destruir os sonhos e as ilusões de um país...
com
Camilo de Sousa, Aleixo Caindi, Julião Papalo
ficha tÉcnica
realização Camilo de Sousa, Isabel Noronha
imagem Lara de Sousa, Ricardo Borges, Isabel Noronha
produção Daniele Gallo, Malhatine Matusse
montagem Orlando Mesquita, Juliano Castro 
montagem na finalização Patrícia Saramago 
montagem e mistura de som Hugo Leitão 
música original João Costa e João Lima
com o apoio do CES - Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e o apoio financeiro do ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual e RTP - Rádio e Televisão de Portugal
pós-produção Sofia Tonicher
produtor Pedro Borges 

uma co-produção Portugal / Moçambique: Mocik – Cineastas Moçambicanos Associados e Midas Filmes

DCP | cor | 70’ | PT/MZ | 2019