Os Verdes Anos
Paulo Rocha
Extras:
Filmografia de Paulo Rocha
Características Técnicas:
PORTUGAL | 1963 | 84’ | PB | 16/9 | 1.66:1 Pillarbox | PORTUGUÊS LEGENDADO EM INGLÊS

© CINEMATECA PORTUGUESA – MUSEU DO CINEMA, 1963 | (P) Midas Filmes, 2015 | Nº de registo: 761/2015 | M/12

Editado: 05-2015
preÇo: 5 euros
comprar
Um rapaz de 19 anos, Júlio, vem para Lisboa a fim de tentar a sua sorte como sapateiro. No dia em que chega a Lisboa, um acidente fá-lo conhecer Ilda, uma rapariga da mesma idade, empregada doméstica num prédio perto do local de trabalho de Júlio. À medida que o filme se desenrola, vai nascendo um romance de amor entre os dois, mais forte da parte de Júlio, que ciumento, sentindo-se numa atmosfera estranha e hostil, desconfia permanentemente de Ilda, facto que a leva a romper o namoro. Num momento de cólera, impulsivo, Júlio acaba por matá-la.

Esta cópia corresponde ao restauro digital de “Os Verdes Anos” feito a partir de uma nova matriz de resolução 2K produzida ainda em vida do Realizador e por iniciativa deste. O material de imagem transcrito foi o negativo de imagem de 35mm, no qual foram enxertados alguns planos que tinham sido cortados por motivo de censura, neste caso obtidos numa cópia de 16mm tirada originalmente por iniciativa do Realizador para divulgação no Japão. A versão final com inclusão destes excertos obedece à montagem da versão que tinha sido restaurada analogicamente no laboratório da Cinemateca Portuguesa em 2006, aprovada pelo Realizador. O som foi restaurado digitalmente tomando como referência a mistura final do negativo de som óptico mas recuperando também bandas magnéticas parciais de som ambiente e música. Prosseguindo a colaboração inicialmente prestada a Paulo Rocha, as várias etapas do restauro tiveram a supervisão do Realizador Pedro Costa, a quem a Cinemateca Portuguesa  - Museu do Cinema manifesta o seu profundo agradecimento.
Dossier da Imprensa »
Estreia: 14-05-2015
festivais
Prémio Vela de Prata para a Melhor Primeira Obra do Festival Internacional do Filme de Locarno, 1964
com
Isabel Ruth, Rui Gomes, Paulo Renato, Alberto Ghira, Cândida Lacerda, Carlos José Teixeira, Harry Wheeland, Irene Dyne, Júlio Cleto, Manuel De Oliveira, Óscar Acúrcio e Ruy Furtado
ficha tÉcnica
realização e argumento Paulo Rocha adaptação e diálogos Nuno Bragança fotografia Luc Mirot
montagem Margareta Mangs
direcção de som Heliodoro Pires
música Carlos Paredes
à guitarra Carlos Paredes
à viola Fernando Alvim
letra canções Pedro Tamen
assistente de realização Fernando Matos Silva
caracterização Manuel Fernandes
colaboração artística Vergílio Correia vestuário Rafael Calado
decoração Alda Cruz
director de produção António Da Cunha Teles produção Produções Cunha Teles

PORTUGAL - 1963 - 84' - p&b

M/12